Covid-19: vacina da AstraZeneca chega à clínica particular

Covid-19: vacina da AstraZeneca chega à clínica particular

Clínica particular do Rio vai operacionalizar a aplicação de doses mediante pedido médico

A vacinação contra a Covid-19 com doses da AstraZenca custará, em média 340 reais e a fatia de mercado a ser explorada é a dos brasileiros que ainda não foram ao Sistema Único de Saúde (SUS), por vontade própria. Para Yara Bueno, supervisora do setor na clínica Lach, no Jardim Botânico, haverá demanda de doses de reforço sob prescrição médica. Ou seja, quando o profissional de saúde consultado pelo paciente orienta que ele receba uma dose a mais do que dizem as normas do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

— No momento o maior desafio é trazer clareza e destacar o quanto é importante e necessário manter o esquema de cada paciente completo. Para nós, a prescrição médica é soberana — explica Yara.

Para além dessa vacinação “extra”, a imunização nas clínicas poderá respeitar a cartilha de vacinação estabelecida no PNI. A vacina, vale ressaltar, não pode ser aplicada em menores de 18 anos, porque não foi aprovada pela Anvisa para este público. Bárbara Pereira, biomédica e diretora do Lach, Laboratório e Clínica, ainda não tem traçado de forma clara a demanda na clínica, pois ainda irá iniciar o esquema de vacinação. “Acreditamos que o perfil da vacina (do Covid-19) será para atender 3% a 4% da população que opte por ser imunizado no sistema privado” — explica.

Outro ponto importante de ressaltar é sobre a qualidade das vacinas. O monitoramento da temperatura delas é crítico para uma boa eficácia e nem todas as clínicas tem isso seguido. Algumas usam geladeira comum, não colocam Nobreak. Uma “simples” queda de energia, por exemplo, pode afetar a geladeira e, com isso, a temperatura da vacina. “No Lach, existe essa preocupação e a clínica trabalha com geladeiras próprias para armazenar as vacinas. Esses equipamentos mantêm a temperatura mesmo se houver pico ou falta de luz. Tudo é controlado para oferecer ao cliente um produto com total padrão de qualidade”, explica Yara Bueno, supervisora do setor na clínica.

Embora estejam fora do sistema do SUS, as vacinas oferecidas no setor privado serão incluídas no sistema do Ministério da Saúde para monitoramento de doses.

Compartilhar agora..

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter